2.ª Bienal europeia do património
14-09-2018

A Câmara Municipal do Porto e a Domus Social, foram convidadas a participar na sessão Le Patrimoine au Service de la Reconquête des Centralités (O Património ao Serviço da Reconquista da Centralidade) que se realizou nos passados dias 6 e 7 de setembro em Cahors, França, e que integrava a programação da 2.ª Bienal Europeia de Património.


A bienal, sob o título genérico Patrimoines 3.0 - Reconquête des Centres Anciens et Filières d'Avenir (Património 3.0 - A Reconquista dos Centros Antigos e Caminhos para o Futuro) decorre entre 5 e 29 de setembro de 2018, em diversas cidades da Área Metropolitana de Toulouse e surge integrada no Ano Europeu do Património Cultural.


Na primeira sessão, "Savoir-Faire du Territoire," a Domus Social apresentou a sua experiência de intervenção na reabilitação do património localizado no centro histórico, em particular o projeto de reabilitação do edifício localizado na Rua Dom Hugo 8 e 10. Refira-se que este projeto é parte integrante do programa europeu ENERPAT - Cocriação de soluções territoriais energeticamente eficientes de Eco Renovação do habitat residencial Patrimonial dos centros históricos.

No âmbito desta iniciativa, no painel subordinado ao tema Les Coeurs de Villes Durables (O Coração das Cidades Sustentáveis), o Vereador do Pelouro do Urbanismo e do Espaço Público e Património, Pedro Baganha, apresentou as Políticas e Estratégias de Intervenção para a cidade do Porto, integrando-as nos desafios que as cidades contemporâneas, nomeadamente portuguesas, enfrentam atualmente.

Este encontro contou com a presença de diversos especialistas e decisores políticos europeus que debateram questões relacionadas com intervenção nos centros históricos.