Ilhas em discussão pública no dia 5
27-06-2018

A sessão pública sobre a política de habitação para as Ilhas do Porto denominada de "Arquipélago" está marcada para o dia 5 de julho, a partir das 9,30 horas, no Teatro do Campo Alegre.


Conforme anúncio do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, na reunião de Executivo do 19 de junho, constituirá um momento para um grande debate e reflexão sobre as ilhas da cidade, dedicado à avaliação do que pode e deve ser feito pela reabilitação destes complexos habitacionais.


A abertura está a cargo de Rui Moreira, Fernando Paulo, vereador da Habitação e Coesão Social da Câmara do Porto e de Ana Pinho, Secretária de Estado da Habitação. Segue-se a apresentação do Levantamento e do Programa Estratégico para as Ilhas do Porto, da responsabilidade de Isabel Breda Vázquez e Paulo Santos Conceição, ambos da Universidade do Porto. A tarde fica reservada a apresentação de boas práticas, neste caso, de três projetos: Projeto Habitat, Just a Change e Casa Reparada Vida Melhorada.


A partir das 15,30 horas está previsto um debate entre forças políticas (Porto O Nosso Partido, PS, PSD, CDU, BE e PAN), moderado por Miguel Pereira Leite, presidente da Assembleia Municipal do Porto.
Pelas 16,45 horas inicia-se o último painel de discussão sobre "Que modelos de gestão e de intervenção?", cuja moderação será feita por Pedro Baganha, vereador do Urbanismo da Câmara do Porto.


O programa é antecedido por um conjunto de visitas exploratórias a várias ilhas da cidade, a decorrer no dia 4 de julho, entre as 14,30 e as 17,30 horas. Haverá passagem pela ilha da Belavista, ilha municipal inteiramente reabilitada, mas também por outras ilhas que, não sendo património do Município, configuram bons exemplos de reabilitação e, no outro extremo, visitas a ilhas que precisam urgentemente de obras de requalificação.


A iniciativa servirá, ainda, para republicar o livro "Ilhas do Porto" (que contém um levantamento e caracterização exaustiva deste tipo de habitação), lançado em 2015 e que se encontra esgotado.


Uma cidade de 1000 ilhas


As ilhas do Porto são uma solução urbanística que surgiu no século XIX para dar resposta à industrialização da cidade. Atualmente existem perto de 1000 ilha disseminadas por toda a cidade, mas com maior incidência nas freguesias de Campanhã e Bonfim, e onde vivem cerca de 10400 pessoas, o correspondente a cerca de 5% da população do território urbano.


A Câmara do Porto é proprietária apenas de três ilhas, nomeadamente a Belavista (já totalmente reabilitada), Bonjardim e Cortes.


Recorde-se que em abril passado, a Assembleia da República publicou em Diário da República uma recomendação ao Governo para que intervenha na reabilitação urgente das ilhas do Porto. Entre as considerações da resolução aprovada pelos deputados do Parlamento, defende-se que o financiamento das obras seja assegurado pelo Estado central e recomenda-se protocolar com o Município do Porto o levantamento da situação atual das ilhas, bem como a criação de uma equipa multidisciplinar permanente que avalie a evolução das requalificações.


+Info: Para confirmar a presença na sessão que terá lugar no Teatro do Campo Alegre, a inscrição deve ser feita através do email comunicacao@domussocial.pt, indicando o nome e contacto preferencial. Tendo interesse em participar também nas visitas às ilhas, deverá indicar essa intenção no ato de inscrição (inscrições limitadas à lotação).