23/09/2020

Os participantes da primeira residência artística Vamos Imaginar um Bairro de Luz subiram à Concha Acústica nos jardins do Palácio de Cristal para apresentarem em concerto os seis temas do CD que resultou do trabalho desenvolvido ao longo de seis meses com jovens do bairro do Cerco do Porto.


Este concerto, que integrou a programação da Feira do Livro, contou ainda com a participação dos OUPA! Cerco, grupo que resultou também ele de uma residência artística, realizada em 2015, no âmbito do projeto Cultura em Expansão.


Este programa de residências artísticas desenhado para o bairro do Cerco do Porto tem como base a criação de uma forte dinâmica artística e cultural no seio da comunidade do bairro, e nesta primeira residência, que se desenrolou ao longo de seis meses, a equipa trabalhou com jovens do bairro, com idades compreendidas entre os 8 e os 17 anos, de uma forma especial, muito direta e próxima e desenvolveu um vasto leque de atividades, entre as quais oficinas de escrita, canto, movimento e composição musical. Foi através deste processo criativo, com uma abordagem multidisciplinar de diferentes vertentes culturais, que se chegou à produção deste CD.


O projeto de residências artísticas, promovido pela Câmara do Porto, e dinamizado pela empresa municipal Domus Social, ao abrigo do programa AIIA - Abordagem Integrada para a Inclusão Ativa, contempla três residências artísticas, todas elas com a direção artística e coordenação da coreógrafa Isabel Barros, fundadora e diretora do Balleteatro.

Prevê-se que a segunda residência artística tenha início ainda durante o mês de setembro, prolongando-se até março de 2021. A terceira decorrerá de março a setembro de 2021.


Galeria
Item 1 de 5