25/08/2023

Reabriu portas a Casa dos 24, antigo edifício onde se reuniam os anciãos da cidade. A intervenção coordenada pela Domus Social teve como objetivo restituir ao edifício condições de uso para albergar, de forma temporária, exposições ou eventos coordenados pelo Museu do Porto.

Na cerimónia de inauguração, o Diretor do Museu de Porto, Jorge Sobrado, fez questão de agradecer o papel da Domus Social, representada no evento por João Sendim, administrador da empresa municipal. 

O Presidente da Câmara, Rui Moreira, destacou o excelente trabalho realizado por todos os intervenientes, sublinhando que foi “feita justiça à cidade, que vê um dos seus principais monumentos resgatado a um vazio e a um silêncio incompreensíveis”.

Recorde-se que o edifício esteve encerrado desde 2014, situação que potenciou o estado de degradação. Os trabalhos realizados incluíram o restauro e reposição de elementos deteriorados, limpeza de paredes interiores e pavimento. Foram também eliminados alguns elementos dissonantes e revistas as infraestruturas hidráulicas, elétricas, de telecomunicações e de segurança, eliminando, sempre que possível, elementos estranhos colocados posteriormente à intervenção de 2002.

Num futuro bastante próximo prevê-se uma segunda fase de trabalhos, que se focam no exterior do edifício. As paredes exteriores serão limpas, pelo mesmo método das interiores, e será reposta a estátua d’O Porto, escultura que esteve presente em vários locais da Cidade entre os quais na Casa dos 24. Assim que terminarem os trabalhos de restauro, sublinhou Rui Moreira, a estátua vai regressar “ao lugar de onde nunca devia ter saído”. Para a colocação da estátua será também reposto o plinto que a comporta, igualmente projeto do Arquitecto Fernando Távora.

Fotografia: Guilherme Costa Oliveira